Aliados mostram grande insatisfação com o PSB em Pernambuco

Coluna do Diego Lagedo:

Sob reserva, um importante político de um partido aliado ao PSB informou com exclusividade ao Pernambuco em Pauta que o clima dentro da Frente Popular é de muita tensão. Para ele, que está na base desde que Eduardo Campos se elegeu governador, o PSB está sendo muito mesquinho com os aliados, governando apenas pelos próprios interesses da sua cúpula.

Sobre a disputa interna entre Geraldo Julio e o secretário da Casa Civil José Neto, que é quem manda e desmanda no Palácio do Campo das Princesas, ele afirmou que há a possibilidade de o PSB lançar Zé Neto em vez de Geraldo e que os nomes estão se colocando na disputa. Porém, diferente de outros membros da base que já se manifestaram publicamente, esse parlamentar não adotou um tom elogioso em relação a José Neto: “Eu acho até que ele é pior do que Geraldo Júlio. Na verdade, eu não sei quem é pior do que o outro. Para mim, é tudo farinha do mesmo saco”.

O tom depreciativo e de desabafo em relação ao PSB chama atenção, pois não é comum que um político com mandato exponha tamanha insatisfação sem que esteja desembarcando do Governo. Para ele, não há esperanças de que a relação com o PSB melhore e só não deixa o bloco governista pois seu partido está na base.

Sobre a possibilidade de apoiar um candidato da oposição em 2022, ele mostrou maior simpatia por uma possível candidatura de Miguel Coelho (MDB) ao Governo de Pernambuco. “Ele tem total chance. É um menino bom, de família. Uma boa opção para se dar uma oportunidade. Vamos aguardar, mas eu faço gosto. Ele pode ter apoio total do Governo Federal, vai vir com força”, concluiu. Pernambuco em pauta

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *