Morte de dentista em Paulista; ex-marido é apontado como suspeito do crime

A Polícia Civil de Pernambuco deu início a investigação da morte de uma dentista, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife. A jovem de 24 anos, identificada como Emelly Nayane da Silva, perdeu o contato com a família, na última segunda-feira (22), praticamente depois de ir ao encontro do ex-marido, um comerciante também de 24 anos. O ex-esposo da vítima é apontado como suspeito do crime.

A jovem estava seperada do homem há cerca de um mês. No domingo, o ex-companheiro de Emelly teria dito que estava passando mal, em um hospital de Paulista. Ela foi ao encontro dele, e manteve contato com a mãe até o dia seguinte. Os dois teriam ido para o apartamento do suspeito, que não teve a identidade revelada, e a jovem perdeu o contato com os familiares.

De acordo com o delegado adjunto da da 7ª Delegacia de Homicídios de Paulista, Augusto Cesar Cunha, responsável pelo caso, foi realizada uma perícia no apartamento, onde foram encontrados sinais de confronto. A família da vítima, por sua vez, refuta tese de overdose, uma vez que, segundo os familiares, a jovem não usava drogas.

Emelly chegou a ser socorrida pelo ex-sogro para um hospital em Paulista, mas já chegou à unidade de saúde sem vida. O corpo da jovem foi sepultado na manhã desta quarta-feira (24), no Cemitério de Igarassu, no Grande Recife, sob forte comoção e pedidos por justiça.

O ex-companheiro de Emelly é o principal suspeito pela morte da jovem. Ele foi convidado a prestar depoimento, mas ainda não compareceu à delegacia. Em nota, a Polícia Civil disse que investiga a morte, com motivos ainda “a esclarecer”.  DP

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *