Bolsonaro quer impeachment de Moraes em 2023, diz coluna

Se reeleito, presidente quer tentar tirar ministro do STF ainda no primeiro semestre.

Fonte: A Tarde

O presidente Jair Bolsonaro (PL) tem como objetivo para o primeiro semestre de 2023, apresentar um pedido de impeachment contra o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. Para tentar cumprir isso, ele precisará vencer a eleição presidencial contra Lula no proximo dia 30. As informações são da coluna de Guilherme Amado, no Metrópoles.

Considerado pelo presidente o arqui-inimigo do governo, Moraes foi alvo de um pedido de impeachment em agosto de 2021, quando Bolsonaro o acusou de ter decidido em processos nos quais deveria ter se declarado suspeito e de proceder “de modo incompatível com a honra, dignidade e decoro de suas funções”.

De acordo com a coluna, desta vez, além de repetir as acusações, a ideia é apontar uma suposta parcialidade do ministro na condução do processo eleitoral, à frente da presidência do Tribunal Superior Eleitoral. Na ocasião, o pedido foi rejeitado por Rodrigo Pacheco, presidente do Senado.

Ainda não se sabe se a argumentação será apresentada por Bolsonaro ou algum senador aliado. A ideia é que o governo federal consiga eleger o presidente do Senado. A condição imposta para o apoio é a abertura de processo contra Alexandre de Moraes.

Recentemente durante uma entrevista ao canal do “cientista político conservador” Paulo Moura, no Youtube, o vice-presidente Hamilton Mourão o pedido foi rejeitado por Rodrigo Pacheco pregou a necessidade de se “construir uma maioria” para aprovar a destituição de magistrados da Corte que estão “usurpando os poderes”.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *