Polícia investiga sexo grupal entre alunos em colégio tradicional (saiba mais)

Rio de Janeiro – A 33ª DP (Realengo) já ouviu os depoimentos da maioria dos oito estudantes do Colégio Pedro II em Realengo, na Zona Oeste. Segundo a Polícia Civil, nenhum deles afirmou que houve sexo grupal na instituição de ensino.

A polícia ainda apura se houve estupro de vulnerável. Os jovens que já foram ouvidos na delegacia estavam acompanhados por seus responsáveis.

Entenda o caso

Áudios que circulam nas redes sociais narram uma sessão de sexo grupal entre estudantes do ensino fundamental, com idades entre 12 e 19 anos.

Segundo um comunicado oficial divulgado neste sábado (17), na última terça (13) inspetores receberam “a informação de uma ocorrência, com ato libidinoso, entre estudantes no interior do campus”.

“Após o levantamento inicial, foram identificados oito estudantes que supostamente estariam envolvidos na realização do ato indisciplinar. Tão logo a Direção recebeu a denúncia, foi aberto processo disciplinar (…) visando a correta apuração e a definição das ações disciplinares.”

Os oito jovens foram suspensos por cinco dias, e o colégio notificou o Conselho Tutelar.

“Infelizmente não temos controle pela proliferação nas redes sociais e consideramos desrespeitoso e absurdo o uso de nomes ou imagens de estudante menores”, destacou.

O g1 teve acesso aos áudios. Segundo os relatos, quatro casais de menores fizeram sexo na mesma sala, diante de pelo menos sete alunos que observavam. Alguns jovens não usaram camisinha. Um inspetor teria flagrado a cena e pego parte dos estudantes.

Fonte: G1

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.