Câmeras flagram advogado e assassino juntos; jovem morreu com 7 facadas

O laudo de exame de necropsia do advogado Victor Stephen Pereira Coelho, de 27 anos, morto no Cento do Rio, mostra que ele levou sete facadas, sendo o golpe fatal aplicado no tórax.

O documento produzido pelo Instituto Médico Legal (IML) indicou que a maior perfuração chegou a 70 mm de comprimento. A região do tórax também recebeu um outro golpe mais leve.

As outras facadas foram aplicadas na cabeça, no braço direito e no braço esquerdo e mais duas na região da costela do advogado.

Roupa rasgada
A TV Globo também teve acesso aos depoimentos de testemunhas. Uma delas relatou à polícia que o agressor chegou a rasgar a roupa de Victor atrás de pertences.

“A declarante afirma que o agressor, logo após rasgar a roupa da vítima, gritou ‘cadê meu telefone?’, e a vítima neste instante não respondia mais”, narra o termo de declaração.

Outra testemunha declarou que Victor, após gritar de dor, bateu com a cabeça no vidro de uma estação do VLT.

O crime
O advogado, que completaria 28 anos na última segunda-feira (1), foi esfaqueado após deixar uma festa na Praça da República, na madrugada do dia 23 de julho.

Formado desde 2020 pela Universidade Cândido Mendes, ele trabalhava como assistente jurídico em um escritório de advocacia e morava em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio.

Em depoimento à Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), o segurança que aparece nas imagens afirmou que foi abordado pelo suspeito e que foi intimidado, quando ele apresentou uma faca e uma tornozeleira eletrônica.

O segurança ainda contou que Wilson José afirmou que faria sua “correria” naquele local e que desejava não ser atrapalhado pelo segurança.

O depoimento do segurança leva polícia a crer que advogado foi morto em uma tentativa de assalto.

Fonte: g1

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *