PF deflagra operação contra grupo suspeito de comprar votos em Macapá

Por Conexão Politica.

Conforme antecipou o Conexão Política, a Polícia Federal deflagra nesta sexta-feira, 29, uma operação que visa recolher elementos que comprovem a suspeita de compra de votos nas eleições de 2020 em Macapá

Investigações da PF apontam que um grupo teria executado ação ilegal nas eleições e comprado votos com valores entre R$ 10 e R$ 30. Ao todo, 11 mandados de busca e apreensão foram direcionados em residências e na sede da prefeitura.

Há suspeita de participação de um servidor público e de transporte ilegal de eleitores. Nenhum dos investigados tiveram as identidades reveladas.

Ainda de acordo com a PF, o grupo atuava de maneira coordenada para conseguir votos para um candidato à prefeito.

— Constatou-se também, indícios que um outro investigado, servidor público, era o responsável financeiro e ordenava a forma como seria realizado o acerto de abastecimento com os motoristas para o transporte e a compra de votos. Foi verificado que os investigados que organizavam o transporte ilegal de eleitores, possuíam um grupo em aplicativo de mensagens, que informavam a localização da fiscalização da PF nos bairros, no dia das eleições — informou a corporação.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.