Pesquisa mostra crescimento de Anderson Ferreira em associação com Bolsonaro

Coluna do Diego Lagedo: 

Uma pesquisa do Instituto Potencial mostrou um crescimento fora da curva de Anderson Ferreira (PL) na disputa pelo Governo de Pernambuco. Esse crescimento é ainda maior quando o nome do ex-prefeito é associado ao do presidente Jair Bolsonaro.

Na pesquisa estimulada, Marília Arraes (SD) aparece com 25,5% das intenções de voto. Anderson apareceu em segundo lugar, com 13,1%. Já Raquel Lyra (PSDB) ficou com 11,9% e Miguel Coelho (UB) e Danilo Cabral (PSB) com 8,6% das intenções de voto.

Em um outro cenário, foi avaliado o nome de cada pré-candidato com o apoio dos expoentes dos seus partidos ou coligações. Quando Marília Arraes é associada ao presidente do Solidariedade, Paulinho da Força, eu nome cai para 20,3%. Anderson associado ao presidente Jair Bolsonaro cresce para 16,1%. Danilo associado a Lula vai para 14,8%. Raquel associada a Simone Tebet (MDB) cai para 10,9%. E Miguel associado a Luciano Bivar fica com 7,7%.

O levantamento mostra que a nacionalização da pesquisa eleitoral favorece principalmente Anderson Ferreira e Danilo Cabral, tendo em vista que receberam o apoio oficial dos principais pré-candidatos à Presidência da República.

A pesquisa entrevistou 1.202 eleitores por telefone entre os dias 24 e 28 de junho, tendo margem de erro de 2,83 pontos percentuais e intervalo de confiança de 95%. Está registrada no TSE com o número PE-04435/2022. Pernambuco em Pauta.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.