Crescimento de Bolsonaro é imparável, para desespero dos petistas

Esse crescimento de Bolsonaro tem uma motivação clara: à medida que a eleição se aproxima e o processo eleitoral vai se afunilando, com a saída do centro como opção, a tendência é que os eleitores que rejeitam o PT passem para o lado do atual presidente. Além disso, os programas sociais do Governo Federal já fazem um grande efeito na vidada cotidiana da população e ajudam a melhorar a avaliação da gestão do atual presidente.

Não fosse pela pandemia de Covid-19 que atingiu todo o mundo e desgastou praticamente todos os governantes em exercício, não seria surpresa se Bolsonaro já estivesse aparecendo em primeiro lugar nas pesquisas. Porém, deve-se esperar que ele alcance Lula até o início da campanha e que o passe após a veiculação das propagandas eleitorais.

Não é exagero dizer que será uma campanha de rejeições. De um lado, os eleitores que rejeitam a corrupção desenfreada que marcou os governos do PT, do outro, os eleitores que discordam dos valores conservadores e da forma de governar do presidente Jair Bolsonaro. Há uma divisão clara no país mas a história mostra que picos de antipetismo podem ocorrer com certa frequência, como ocorreram em 2013, no impeachment de Dilma e após a prisão de Lula, e a possibilidade de volta do PT pode ser o fator que irá desencadear a alta da rejeição.

De toda forma, Lula já mostrou que não tem capacidade de crescer mais dentro do processo eleitoral e mal consegue juntar a militância petista para lotar um evento, enquanto Bolsonaro vem crescendo de maneira imparável e com um grande engajamento nas ruas. Quem viver verá o resultado. Fonte Pernambuco em Pauta.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.