Morre Freddy Rincón, ídolo do Corinthians aos 55 anos

O ex-jogador colombiano Freddy Rincón não resistiu aos graves ferimentos provocados por um acidente de trânsito e morreu no final da noite desta quarta-feira (13) – início da madrugada de quinta no Brasil – em Cali, na Colômbia.

O carro dirigido pelo ex-meia do Corinthians e Palmeiras foi atingido por um ônibus na madrugada da última segunda-feira (11) – veja no vídeo abaixo. Com traumatismo craniano, Rincón chegou a ser operado, estava internado e não sobreviveu, informou a clínica onde o ex-jogador estava internado.

“O paciente permanece em estado crítico sob monitoramento permanente, mas sua evolução não foi favorável”, informou a Clínica Imbanaco, na cidade de Cali.

Na mesma segunda-feira ele passou por uma cirurgia de quase três horas na qual os médicos relataram procedimentos muito delicados.

Ídolo no Brasil e na Colômbia

Freddy Eusébio Gustavo Rincón Valencia nasceu na cidade de Buenaventura, Colômbia, em 14 de agosto de 1966. Começou a jogar futebol no Atlético Buenaventura, clube pequeno de sua cidade natal. De lá, rumou para o Deportes Tolima e depois ganhou o mundo.

Durante a década de 1990, Rincón jogou pelo Real Madrid, Napoli e pelo Palmeiras e Corinthians. Ele também vestiu a camisa da seleção colombiana em três Copas do Mundo: 1990, 1994 e 1998.

Ele é lembrado pelo gol contra a poderosa Alemanha na Copa do Mundo de 1990 na Itália, que garantiu uma vaga nas oitavas de final pela primeira vez na história da Colômbia.

O ex-jogador é ídolo do Corinthians, no qual foi capitão e onde pendurou as chuteiras definitivamente em 2004. Rincón levantou a taça do primeiro Mundial do time paulista, em 2000. Postado por Didi Galvão.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.