Marília Arraes: gata borralheira ou princesa que pode virar rainha?

Por JC / Blog do Jamildo

Muitas pessoas se perguntam o que teria feito a deputada federal Marília Arraes ter trocado uma reeleição segura pela aposta em uma candidatura ao governo do Estado, depois de trocar o PT pelo Solidariedade.

Isto tudo depois de ter humilhado publicamente o PT e o PSB, que recuaram no veto para que ela fosse indicada ao Senado pela chapa da Frente Popular. Neste processo, o jornalista e publicitário baiano Edson Barbosa, que ajudou a eleger Eduardo Campos em 2006, desempenhou um papel decisivo.

“Marília Arraes não é a gata borralheira que o PSB tenta pintar. Ela é uma princesa que pode ser uma rainha”, afirma, sobre a neta de Miguel Arraes.

“Ela só precisava mudar parte da postura, atitude e alianças. É o momento que a vida oferece”, acredita o publicitário, que exigiu confiança total para poder virar a chave no modo turbo. “Ela é neta de Arraes, precisa ser uma líder respeitada”, completa.

Neste processo, um dos pontos recentes mais importantes foi a derrubada do veto de Bolsonaro em relação à oferta de dignidade menstrual nas escolas para as mulheres. O projeto de lei havia sido da deputada federal e a claudicância do governo federal com o tema a fez crescer diante do imaginário feminino.

Muito antes deste embate, Marília Arraes já havia desafiado o próprio PT e Lula, ao se candidatar a segunda secretaria da Câmara dos Deputados e vencer a disputa, batendo um aliado petista.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.