Anderson, Miguel e Raquel têm missão de enfrentar o PSB sem repetir cenário que ocorreu no Recife em 2020

Coluna do Diego Lagedo: Depois de muitas negociações, alianças e reviravoltas, o bloco de oposição formado pelos prefeitos Anderson Ferreira (PL), Miguel Coelho (UB) e Raquel Lyra (PSDB) acabou se fragmentando e irá disputar a eleição do próximo ano com três candidaturas. Individualmente, esse fato não favorece nenhum dos três prefeitos, mas acaba sendo bom para a oposição como um todo pois abre um leque de opções para os eleitores.

Miguel Coelho foi o primeiro a deixar o cargo para entrar na disputa. A passagem da prefeitura de Petrolina para o vice Simão Durando foi marcada por um grande evento que atraiu lideranças de todo o estado para a cidade. Já Raquel Lyra deixa a Prefeitura de Caruaru nessa quinta-feira (31) e lança sua pré-candidatura no próximo sábado. A mesma data para renúncia foi marcada pelo prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, que aproveitou os últimos dias para realizar entregas.

Caminhando separados, os três prefeitos ainda têm a missão de derrotar o PSB no próximo ano. Para isso, é imprescindível que dediquem suas energias para propor uma mudança para o estado e que evitem bater cabeça pelos votos oposicionistas. Caso contrário, não é impossível que se repita um cenário parecido com o que ocorreu no Recife, quando a oposição brigou entre si e o segundo turno foi disputado entre o candidato do PSB e Marília Arraes.


Eleições: O ex-ministro Mendonça Filho (UB) mostrou empolgação com o desempenho da oposição nas pesquisas: “Eu acho que nunca houve, na história recente de Pernambuco, uma eleição onde a oposição estivesse tão fortalecida. A primeira posição é ocupada por Raquel Lyra, a segunda posição por Miguel Coelho, que é o meu pré-candidato ao Governo do Estado, a terceira fica com Anderson Ferreira. Somente na quarta [posição] é que o candidato oficial do Governo (Danilo Cabral) aparece. Isso mostra que há uma vontade muito forte de mudança no eleitorado pernambucano”. Fonte Pernambuco em pauta.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.