Jovem aponta arma para cabeça de aluna durante briga em porta de escol

Uma jovem apontou uma arma para a cabeça de uma aluna, durante uma briga em frente ao Centro Educacional São Francisco, o CED Chicão, em São Sebastião, no Distrito Federal. A confusão ocorreu na terça-feira (22), e as imagens foram publicadas em redes sociais (assista acima).

Os vídeos mostram que as duas envolvidas discutiam, enquanto várias pessoas assistiam. Em seguida, uma das jovens abriu a bolsa, puxou uma arma, e apontou para a cabeça da estudante, que recuou. Após alguns segundos, ela voltou a guardar o revólver na bolsa.

O caso não foi o único de violência registrado em escolas do DF na terça. No Centro Educacional 1 do Paranoá (CED 1), um grupo de estudantes também foi flagrado brigando na porta da escola (veja mais abaixo).

Em uma terceira ocorrência, já nesta quarta-feira, uma adolescente de 14 anos foi esfaqueada no Colégio Fundamental do Bosque, também em São Sebastião. Segundo a Polícia Militar, o agressor é um jovem de 15 anos. O ataque ocorreu durante uma aula de educação física. A vítima foi encaminhada ao Hospital Regional Leste, no Paranoá.

CED Chicão

No caso entre as duas jovens em São Sebastião, o diretor da escola disse à TV Globo que a agressora que puxou a arma não é aluna da escola. Segundo o educador, a estudante ameaçada frequenta o 1º ano e discutia com outra aluna da mesma série. A jovem que puxou a arma teria, então, se envolvido na briga.

No dia do ocorrido, a escola divulgou uma nota (veja íntegra ao fim da reportagem). No texto, a direção da unidade de ensino afirma ser “inadmissível o ponto em que temos chegado no âmbito da educação”.

“Estudantes, servidores e professores estão se sentindo acuados diante do descaso com a comunidade escolar”, afirma a nota. Ainda segundo o texto, o Batalhão Escolar da região tem reclamado “quanto ao efetivo disponível para toda a rede pública de ensino, sendo insuficiente para acompanhar as escolas”.

CED 1 do Paranoá

Já quanto à briga no CED 1 do Paranoá, imagens mostram um grupo de estudantes trocando agressões. Nos vídeos (assista acima), é possível ver um jovem sendo espancado no chão, com chutes e socos, por outras três pessoas.

Em certo momento, uma testemunha diz que um dos jovens está usando uma garrafa para agredir. PM informou que não foi acionada para a ocorrência. Postado por Alagoas 24 horas.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.