Caixa vai emprestar até R$ 1 mil para pessoas físicas; total pago será de R$ 1.589,62

A Caixa Econômica Federal vai abrir novas linhas de microcrédito para pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEIs) a partir de 28 de março, por meio do Programa de Simplificação do Microcrédito Digital para Empreendedores – SIM Digital.

A expectativa do governo é de que 4,5 milhões de empreendedores sejam beneficiados. Com o programa, o governo espera promover a formalização dos trabalhadores informais e melhorar o acesso ao crédito para o empreendedor.

Quais as condições?

  • Pessoa físicas: Será emprestado um valor de até R$ 1 mil, com taxa de juros a partir de 1,95% ao mês e parcelamento em 24 meses. Essa modalidade também vale quem está com o nome sujo;
  • Microempreendedores individuais (MEIs): Poderão emprestar até R$ 3 mil, com taxa de juros a partir de 1,99% ao mês e parcelamento em 24 meses.

Quem pode pegar o crédito?

Sou MEI, o que preciso levar para a agência?

O MEI interessado no crédito vai precisar ter ou abrir uma conta na Caixa. Ele precisa ter mais de 12 meses de faturamento como MEI, apresentar comprovante de residência e os documentos pessoais e da empresa.

Quanto vou pagar de juros?

Uma pessoa física que pegou R$ 1 mil a uma taxa de 1,95% ao mês com pagamento em dois anos vai ter pago, no fim, R$ 1.589,62 de volta. Ou seja, R$ 589,62 de juros pelo empréstimo.

Já o microempreendedor individual que pegar R$ 3 mil a uma taxa mensal de 1,99%, em dois anos, vai pagar, no final, R$ 4.813,97. O total pago em juros será R$ 1.813,97.

Para que posso usar o dinheiro?

Tanto a pessoa física quanto o MEI pedem pegar o dinheiro emprestado para fazer melhorias em seus negócios. Segundo a Caixa, ele é direcionado para “aumento do capital de giro, aquisição de insumos e investimentos em equipamentos e utensílios que favoreçam o aumento da produção”.

Quantas vezes posso fazer esse empréstimo?

Os valores de R$ 1 mil para pessoa física e R$ 3 mil para MEI são o máximo que o governo vai liberar por enquanto. A única exceção são os MEIs que tenham tenham recebido qualificação técnico-profissional, que poderão ter acesso a outras linhas. Mas a Medida Provisória não esclarece os detalhes desta operação. Postado por PE10.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.