Personal diz que confia em investigação e cita apoio da família: “Mulher honesta e trabalhadora”

O marido que encontrou a mulher nua junto a um homem em situação de rua dentro de um carro em Planaltina (DF) afirmou que ela foi vítima de violência, definindo a história vivida pela companheira como “algo terrível”. Ele diz que a família tem dado suporte, já que a mulher foi internada após o incidente, e pede investigação por parte das autoridades. A Polícia Civil apura o caso para esclarecer se houve ou não violência sexual no contexto do crime.

Eduardo Alves, 31, viu a mulher com o desconhecido, de 48 anos, na quarta-feira (9). Na ocasião, os dois estavam sem roupas, dentro do veículo. O homem em situação de rua foi espancado pelo marido, que alegou ter pensado que a esposa estava sendo vítima de um estupro.

“A Sandra sempre foi uma mulher honesta, trabalhadora, temos atividades profissionais e filhos pequenos. O que aconteceu na última quarta-feira foi algo terrível que nunca havíamos vivenciado. Seguimos confiantes no trabalho de investigação da Polícia Civil do DF e do Ministério Público do DF”, afirmou o personal trainer, em nota ao UOL.

“A família tem dado todo o suporte a ela, estamos acompanhando a evolução médica. Pedimos a cessação (sic) de divulgação de matérias inverídicas, que menosprezam a mulher vítima de violência”, adiciona o comunicado.

Segunda a advogada do casal, a esposa está internada em um hospital particular. “Ela está recebendo suporte clínico e psiquiátrico, conforme protocolo de atendimento para esse tipo de violência”, afirmou a ela.

A agressão foi registrada por câmeras de segurança da rua. Por volta das 22h30, Eduardo se aproxima do carro da esposa, de 33 anos. Ele bate na lataria várias vezes, até que consegue abrir a porta, tira o homem que vive em situação de rua de dentro e o agride repetidas vezes. O homem sai sem roupas e é novamente espancado.

Nas imagens seguintes, é possível ver que a mulher se ajoelha no chão e é contida pelo personal trainer. Outras pessoas aparecem em cena e tentam acalmar o casal, que foi encaminhado para a 16ª Delegacia de Polícia, localizada em Planaltina, que irá investigar o caso.

Mulher apresentava problemas psicológicos, diz marido

O homem em situação de rua foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para um hospital da cidade com vários ferimentos, principalmente no rosto.

Na delegacia, o personal trainer informou que a mulher vinha apresentando problemas psicológicos, e que na data do ocorrido, saiu com a mãe dele.

“Ele (Eduardo) relatou que, após ajudar um morador de rua em Planaltina, as mulheres (mãe e esposa) haviam se separado. Ele procurou pela esposa e ao avistar o carro estacionado, imediatamente se aproximou, momento em que viu a mulher com um homem, tendo relações [sexuais]. Nesse momento entrou em luta corporal com o acusado, pois, acreditava que ela estava sendo estuprada. A delegacia apura o caso”, disse a Polícia Civil, por meio de nota encaminhada ao UOL.

O delegado responsável pelas investigações disse que o caso segue sob sigilo e preferiu não dar mais detalhes. As investigações devem esclarecer se houve ou não violência sexual no contexto do crime.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.