Marília deixa PT e pode disputar Governo ou Senado

Quem imaginava que a deputada federal Marília Arraes não tivesse coragem cívica para deixar o PT, que se prepare para a surpresa. Preterida para concorrer ao Senado pela legenda petista, Marília já decidiu que, até o próximo dia 2, prazo final da chamada janela partidária, faz a opção pelo partido pelo qual disputará  o Senado ou o Governo do Estado.

Vários partidos já ofereceram legenda, entre eles o MDB, PDT, PP e o Solidariedade. Marília quer, entretanto, fazer uma travessia que lhe proporcione a alternativa de ser apoiada e apoiar o ex-presidente Lula. Diante disso, a proposta mais interessante partiu do SD, o Solidariedade. Em Pernambuco, essa legenda, comandada em nível nacional por Paulinho da Força Sindical, até então estava sob o domínio do deputado federal Augusto Coutinho

Coutinho já confirmou que não tem mais interesse em ficar com o partido, mas também não decidiu ainda por qual legenda disputará a reeleição. Avançou negociação com o Republicanos, mas disse, há pouco, ao blog, que pode ir também para o PSB ou o PP. Com a sua revoada, é possível que Marília assuma o partido no Estado, até porque, em nível nacional, apoia Lula para presidente.

Outra coisa que Marília ainda não decidiu: se disputa o Senado na chapa com Raquel Lyra ou se entra na guerra pelo Governo do Estado. “Tudo está em aberto. A única certeza é que Marília sai do PT”, disse uma fonte próxima à parlamentar. Postado por Magno Martins.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.