Péssimo orador e sem carisma: Danilo gaguejou três vezes e não empolgou a platéia de apoiadores

Coluna do Diego Lagedo: 

O discurso de Danilo Cabral (PSB) poderia ter passado despercebido se fosse feito em uma sessão ordinária da Alepe, mas se tratava do seu lançamento como pré-candidato a governador pela Frente Popular. Em todos os aspectos, Danilo se mostrou tímido, tanto como orador como na abordagem dos temas.

Monotonia é a marca que define o discurso feito por Danilo Cabral, que se limitou a agradecer a indicação, tentar se associar a Miguel Arraes e Eduardo Campos e fazer uma rapidíssima crítica ao presidente Jair Bolsonaro. A performance contrasta com a que Geraldo Júlio e Paulo Câmara tiveram após treinarem para conseguir discursar como Eduardo Campos.

Não é justificável dizer que Danilo não teve tempo para se preparar, tendo em vista que ele é deputado federal e está há décadas na política. Definitivamente, ele é um dos quadros menos carismáticos em todo o estado de Pernambuco. Fonte Pernambuco em Pauta

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.