Danilo a um passo da degola

Ao defender Marília Arraes como candidata ao Senado na chapa da Frente Popular no lugar do deputado Carlos Veras, ambos do PT, o deputado Danilo Cabral, nome já dado como certo para disputar o Governo do Estado pelo PSB, perdeu a confiança da família Campos. O prefeito do Recife, João Campos, foi ontem a Brasília comunicar ao presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, que Danilo pisou na bola. A família olha para ele agora de forma enviezada.

Diante disso, o processo de escolha do candidato governista está a um passo de ser zerado. Fala-se agora em dois nomes que podem substituir Danilo, caso essa nova crise não seja superada: o deputado federal Tadeu Alencar e o secretário de Governo, Zé Neto, que já estavam no páreo antes da convergência que se deu em torno da alternativa Danilo. Tadeu, segundo o blog apurou, dificilmente vingará. O vínculo familiar com os Campos, ao invés de ajudar, prejudica.

Sua escolha seria interpretada como uma tentativa da família Campos se perpetuar no poder. Já com 16 anos dando as cartas no Palácio das Princesas, o PSB ficaria sem apelo para conquistar a confiança do eleitor pernambucano. Seria dar um atestado público reverberando ainda mais a tese da “Família Real” socialista.

Praticamente fora por esse motivo, Tadeu deixaria o território livre para Zé Neto, que a Frente Popular julga com mais capacidade de unir a base governista. Só resta saber se a “Família Real” não veta. Como está em via de colisão com Danilo, um veto a Neto, mesmo diante de tamanha força dos Campos nesse conjunto, não teria mais o poder de ressonância quanto antes.

É esperar para ver.

PT sem autonomia – Em meio à implosão da candidatura de Danilo, o PT mandou avisar ao governador que só decide o nome do candidato ao Senado no próximo dia 15, numa reunião da executiva estadual. Mas o PT pernambucano não tem a palavra final nesse processo, que está nas mãos de Lula. É bom lembrar que, recentemente, o PT estadual avalizou a candidatura de Humberto Costa a governador, mas a executiva nacional (leia-se Lula) desmanchou, virou um castelo de areia. Fonte Magno Martins.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.