Mulher coloca fogo no marido, se arrepende e aciona socorro

Uma mulher de 43 anos foi detida suspeita de atear fogo ao marido, de 42, na madrugada desta quarta-feira (02) na Vila Bispo de Maura, em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte.
A Polícia Militar (PM) foi chamada quando a vítima e a mulher estavam em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. O homem disse que chegou do trabalho e encontrou a esposa acordada. Eles começaram a discutir e um acusava o outro de traição. Em determinado momento, a mulher jogou álcool nele e ateou fogo. Ao vê-lo queimando, ela mesma apagou as chamas.
A vítima disse à polícia que eles têm discussões constantes, mas não imaginava que a mulher chegaria àquele ponto. O homem também negou tê-la ameaçado, ou ter sido violento, e se surpreendeu com a atitude dela.
Já a mulher, em um primeiro momento, disse à PM que foi um acidente. Na primeira versão, ela contou que estava cozinhando para o casal e ele chegou de forma sorrateira. Ao notar a presença de alguém na casa, ela, que estava com isqueiro e álcool nas mãos, fez um movimento brusco que resultou nas chamas.
Mas, de acordo com a polícia, algum tempo depois ela acabou contando que estava nervosa, jogou álcool no marido e ateou fogo. Ela disse não se recordar muito do sentimento e da vontade naquela hora e só se deu conta depois do que tinha feito. Ela disse que ajudou a apagar as chamas na vítima e acionou o socorro.
O homem sofreu queimaduras de segundo grau em 45% do corpo. As chamas atingiram o rosto, tórax e braços. Da UPA, ele seria transferido para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, que é referência no estado em tratamento de queimados. A PM deu voz de prisão à mulher, que foi encaminhada à Polícia Civil.
Definição dos graus de queimadura:
  • 1º grau: atinge a epiderme (camada superficial da pele). Apresentação com vermelhidão sem bolhas e discreto inchaço local. A dor está presente;
  • 2º grau: atinge a epiderme e parte da derme (2ª camada da pele). Há presença de bolhas e a dor é acentuada;
  • 3º grau: atinge todas as camadas da pele, músculos e ossos. Ocorre necrose da pele (morte do tecido), que se apresenta com cor esbranquiçada ou escura. A dor é ausente, devido à profundidade da queimadura, que lesa todas as terminações nervosas responsáveis pela condução da sensação de dor.
Por:Diario de Pernambuco
Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.