Dezenas de cães surgem decapitados e ‘mistério’ intriga moradores: ‘Maldade’

Cerca de 30 animais, entre cabras e cachorros, foram encontrados às margens de uma estrada

O surgimento misterioso de dezenas de corpos de animais decapitados chamou a atenção de moradores de um bairro afastado do Centro de Mongaguá, no litoral de São Paulo. A prefeitura disse que não foi acionada, enquanto a Polícia Civil informou que irá investigar o caso.

Uma das pessoas que testemunharam a situação foi a moradora Viviane Didier dos Santos, de 27 anos. Ela é a autora de um vídeo que mostra vários animais, a maioria com as cabeças arrancadas, jogados em um matagal às margens da Estrada da Fazenda Seabra, que leva ao aterro sanitário municipal.

Segundo Viviane, a situação incomum também passou a ser incômoda aos moradores da região, por conta do forte cheiro e dos insetos atraídos ao local. “O povo tem costume de jogar um ou outro cachorro que morre ali. Mas, nessa quantidade, foi a primeira vez que vi”, conta. Eram cerca de 30 animais, entre cabras e cachorros, deixados às margens da estrada.

“Não faço ideia do que aconteceu, estou me perguntando até agora”, diz a autora das imagens.

As imagens foram feitas na última sexta-feira (28), mas passaram a circular nas redes sociais nesta semana. Na página SOS Mongaguá, do Facebook, muitos internautas manifestaram sentimentos de tristeza, nojo e revolta nos comentários. “Quanta maldade”, apontou uma moradora. “Imagina o cheiro que está”, respondeu outra.

Por nota, a Prefeitura de Mongaguá informou que, até o momento, não recebeu denúncias acerca do assunto. A administração municipal enfatiza, ainda, que em casos do tipo, a Polícia Civil deve ser acionada, a fim de apurar os fatos e tomar as medidas cabíveis.

A Polícia Civil, por sua vez, informou que não recebeu nenhuma denúncia formal sobre o caso, mas que enviou equipes para verificar a situação e apurar o ocorrido.

Fonte: G1

 

 

 

 

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.