Morador de Izacolandia afirma ter atendimento negado no Hospital de Lagoa Grande, assessoria responde

Por Jean Brito.

Em áudio encaminhado a redação do Jbrito Notícias, na tarde desta terça-feira (18/1), o jovem Mateus Evangelista, 20 anos, morador de Izacolandia, distrito de Petrolina, conta que passou por um sufoco danado na noite desta segunda-feira (17/1). Por volta das 19h, ao sentir fortes dores de cabeça e febre, ele seguiu em busca de ajuda médica no Hospital Municipal José Henrique de Lima, em Lagoa Grande, mas não conseguiu ser atendido.

“Fui até o hospital de Lagoa Grande ontem (17), à noite, pois eu estava muito doente com muita febre e fortes dores de cabeça, e quando eu cheguei lá, a atendente me tratou com piadas, porque eu era de Izacolandia, e mandou eu voltar para casa para ser atendido na AME de Izacolandia que não funciona a noite. Aí eu tive que recorrer a uma farmácia e auto me medicar, tomei duas injeções e foi o que me levantou”, afirma Mateus.

Resposta da Secretaria de Saúde de Lagoa Grande

“Os Hospitais de Urgências e Traumas e o Dom Malan, em Petrolina, são unidades de referência regional e existe uma pactuação para receber pacientes de toda região, recebendo recursos para esses serviços.

O Hospital Municipal José Henrique de Lima não recebe recursos extras para atender pacientes de outras regiões, e mesmo assim, 80% dos nossos atendimentos são de pessoas de outros municípios, incluindo Petrolina, isso demonstra que temos compromisso com os atendimentos de todas as pessoas, sem distinção. Se houve algum episódio do tipo, vai ser revisto e apurado com as equipes de plantão para que não se repita”, diz a nota encaminha pela assessoria da Secretaria Municipal de Saúde de Lagoa Grande (PE). Fonte- Jean Brito Noticias

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.