Em agenda política sem público, Lula vira piada nas redes sociais: ‘vai fazer campanha home office’

Conexão politica.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem sido alvo de chacota nas redes sociais.

O motivo, segundo os internautas, se dá pelo fato de o petista estar cumprindo uma série de encontros políticos pelo país sem atrelar o percurso a eventos de ruas, onde possa reunir apoiadores, simpatizantes e movimentos favoráveis a sua candidatura ao Palácio do Planalto.

No ano passado, sob a justificativa de não gerar aglomerações num momento em que a pandemia de coronavírus ainda não havia sido superada, a cúpula do PT optou por não inserir atos de rua na agenda do líder esquerdista. Com essa decisão, foi realizada uma turnê de encontros políticos no Nordeste sem contato direto com a população.

A decisão, que já chamava atenção, abriu margem para que opositores iniciassem uma série de questionamentos sobre a resistência duradoura no reduto petista.

Para muitos internautas, as recentes pesquisas eleitorais que mostram o ex-presidente na liderança isolada trazem uma diferença acachapante quando comparadas com o cenário visto nas ruas.

Logo, as sondagens não seriam um retrato da realidade, uma vez que não há eventos de apoio a Lula que reúnam quantidade expressiva de militantes, pelo menos por ora.

No Twitter, por exemplo, várias publicações que fazem menção ao assunto estão com alto engajamento na plataforma.

Ao clicar no termo ‘Lula Home Office’, é possível encontrar tweets com centenas de curtidas e interações.

Confira as principais reações:

— Lula vai fazer campanha home office. Ele não tem coragem de sair [às] ruas — disse Samantha Araújo.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.