Skip to main content

Filho de 2 anos de delegado morre engasgado com tampa de garrafa pet

Por Jornal Metrópoles.

Foto Reprodução / Net

Um menino de 2 anos, filho do delegado da Polícia Civil do Amapá Carlos Alberto Gomes Pereira Filho, morreu engasgado com uma tampa de garrafa pet, em Macapá, na última sexta-feira (7/1). O pai se pronunciou sobre o caso pela primeira vez na terça-feira (11/1), por meio de uma carta de esclarecimento enviada à imprensa.

No documento, ele responde às criticas que recebeu, proferidas especialmente pelas redes sociais e pela família materna da criança.

Na carta, ele explica que não compareceu ao velório e ao enterro do filho em razão das ameaças que estava sofrendo e para não gerar desconforto maior com sua presença no local. Carlos Alberto também esclareceu que demorou para se pronunciar devido ao desgaste mental com toda a situação.

“Quero, na oportunidade, me solidarizar verdadeiramente com a família. Mas quero que não se esqueçam que eu também sou a família. Todos estão sofrendo muito, jamais em minha vida gostaria que isso tivesse ocorrido. Não desejo isso a ninguém, eu era o maior interessado em ver meu filho bem. Mas não se esqueçam que sou um pai que assistiu ao seu filho morrer. Não quero dizer que minha dor é maior que a de ninguém, mas também não é a menor”, declarou o delegado.

Compartilhar Noticia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *