Novo delegado no caso Adélio deixa esquerda revoltada, entenda

Nesta sexta-feira, dia 7 de janeiro o nome de Adélio Bispo é novamente tema de matéria aqui no News Atual, em função da última notícia envolvendo este caso. Primeiramente, porque o caso foi reaberto e o delegado Martin Bottaro Purper, que vai assumir o comando já comandou investigações contra o PCC.

Importante frisar que durante as investigações do caso Adélio, houve diversas evidencias de que o autor da facada em Bolsonaro tivesse alguma ligação com o PCC. Pois, conforme a apuração do News Atual, Adélio possui amizade desde a infância com Veim, um dos integrantes da Organização e mantiveram contato via redes sociais até dias antes do atentado.

Delegado Martin Bottaro Purper já investigou o PCC

E como quem assumiu as investigações é o delegado Martin Bottaro Purper que já combateu e desmantelou o PCC, isso é um ponto a favor do desfecho deste, caso, pois o delegado não tem medo de investigar a facção. Vale informar, que o caso Adélio estava arquivado desde junho e foi reaberto após pedido dos advogados da família Bolsonaro, que apresentaram novas evidências.

Dessa forma, foi atendido o pedido de quebra de sigilo bancário e telefônico do advogado Zanone Manuel de Oliveira, um dos defensores de Adélio Bispo. E como era de se esperar, os esquerdistas já começaram atacar a escolha do novo delegado, pois ao que parece, para eles é melhor que este caso nunca seja desvendado. Ponte – News Atual.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.