TSE rejeita cassação do prefeito e vice eleitos de Arcoverde

Por G1

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou a cassação do registro de candidatura, por abuso de poder político e econômico, do prefeito e vice eleitos de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco. O prefeito Wellington da LW (MDB) e o vice, o delegado Israel (PP), haviam sido afastados em fevereiro deste ano.

A decisão foi proferida pelo ministro Alexandre de Moraes na terça-feira (1º) e agora tanto Wellington quando o delegado Israel vão poder voltar a comandar a Prefeitura de Arcoverde.

Além disso, o ministro determinou a rejeição da inelegibilidade da ex-prefeita de Arcoverde, Maria Madalena Santos de Britto, “mantendo-se, no mais, a multa arbitrada”.

Na decisão, Alexandre de Moraes falou sobre o uso da logomarca da prefeitura em cards de divulgação de Wellington e Israel. “Não consta dos autos nenhuma repercussão social ou abrangência do material divulgado, que sequer constitui propaganda extemporânea ou institucional”, ressaltou.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *