Cinco suspeitos de fraudar Auxílio Emergencial são presos. Desvios podem superar R$ 60 mil

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (29), a Operação Quinta Parcela, que mira suspeitos de estelionato, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

De acordo com a polícia, os membros da quadrilha são suspeitos de fraudes no Auxílio Emergencial.

Em Pernambuco, foram cumpridos cinco mandados de prisão temporária, 11 mandados de busca e apreensão, além do sequestro e bloqueio de bens e valores mantidos em contas bancárias de oito pessoas físicas.

Os mandados foram cumpridos simultaneamente nos municípios de Caruaru, Palmares, Lagoa do Carro e Paudalho.  

O montante desviado do programa só em Pernambuco pode passar dos R$ 60 mil, segundo as investigações iniciais.

Além de Pernambuco, a operação cumpre, ao todo, 37 mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão temporária e três mandados de sequestro de bens nos estados do Pará, Tocantins, Goiás, Rondônia, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

A Justiça determinou o bloqueio de aproximadamente R$ 140 mil dos suspeitos.

No Estado, as investigações começaram em dezembro de 2020 e foram conduzidas pela Delegacia de Polícia Federal em Caruaru e pela Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários (Delefaz).

Segundo a PF, a apuração dos desvios começou a partir da análise de denúncias de fraudes aos auxílios.

A investigação indicou correlações entre registros da Base Nacional de Fraude contra o Auxílio Emergencial e detectou que pelo menos oito suspeitos com endereços nos municípios pernambucanos seriam beneficiários de ao menos 96 contas do auxílio emergencial fraudadas.

Com o dinheiro coletado na fraude, os suspeitos efetuaram pagamento de 74 boletos bancários e usaram maquinetas de cartão de crédito, além de realizarem transações por e-commerce. Fonte – Portal PE10

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *