Aumento do auxílio emergencial: Justiça avalia aumentar quantias pagas

Ministro Marco Aurélio Mello enviou ao plenário uma avaliação sobre uma ação do PCdoB contra a redução do auxílio que ocorreu nessa nova liberação.

O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, enviou ao plenário da Corte uma avaliação sobre uma ação do PCdoB contra a redução dos valores autorizados atualmente para o auxílio emergencial. O partido questiona a emenda que fixou o orçamento de R$ 44 bilhões para lidar com os custos do benefício. O pedido é que o auxílio volta a ser de R$ 600.

De acordo com a Deputada Federal Alice Portugal (PCdoB), “O ministro Marco Aurélio encaminhou ao pleno do STF ação do PCdoB para garantir auxílio emergencial de R$ 600 aos brasileiros. Protocolamos a ação em 23 de março, contestando a redução do benefício que começou a ser concedido pelo governo Bolsonaro nesta semana”, afirmou.

Já o ministro afirmou que considera a relevância da causa de pedir e o risco, “agravado em virtude da crise sanitária que assola o país, cumpre submeter ao Colegiado Maior o pedido de implemento da liminar”, completou Marco Aurélio. Edital concursos Brasil.

 

 

 

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *