Vigilante sai com mulher trans e não paga o programa em Petrolina (PE)

Uma mulher trans, de 28 anos de idade,  foi agredida e roubada na madrugada desta sexta-feira (09), após realizar um programa sexual e o cliente se recusar a  pagar pelo serviço.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima  afirmou que  realizou o programa  com um vigilante de 31 anos, e que ele não teria dinheiro para pagar.  Em seguida, o acusado  teria começado uma série de agressões com  socos, chutes e até um “mata-leão”.

Após a vítima desmaiar, o vigilante teria furtado o aparelho celular dela e fugido. A polícia foi acionada para atender a ocorrência e  encontrou o suspeito em posse do celular. Ele confessou o crime.

O vigilante foi detido e encaminhado para a delegacia de polícia civil para a adoção das medidas cabíveis.  A vítima, por sua vez,  teve ferimentos pelo corpo e foi encaminhada para o Hospital Universitário da Univasf.

(Colaboração – Ivo da Hora) Edenevaldo Alves

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *