Dia da Impunidade no Brasil. Ou o Dia da Vergonha

Submundo da política festejou a vitória que restabeleceu a impunidade no País

O dia 8 de março será lembrado como aquele em que o submundo da política ganhou mais uma e festejou sem risco de aglomerar.

Eles não aglomeram, eles se “manifestam”. Roubaram, roubaram muito, mas 3 mil provas e indícios serão incinerados alegando-se meras tecnicalidades. Todo roubo será perdoado.

A tendência é liquidar investigações, processos, pela extinção ou pela prescrição. E restará aos brasileiros a vergonha de assistir um político desonesto ser consagrado inimputável. A informação é da Coluna Cláudio Humberto.

Tudo deve ir para o lixo das prescrições: provas, ladrões confessos devolvendo dinheiro, acordos de delação etc. Tudo vai virar nada.

Fica combinado assim: o líder de quadrilha tinha o direito de comandar o afano de R$43 bilhões da Petrobras “em nome da classe trabalhadora”.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *