Marília defende nome de Humberto para a prefeitura

Blog Edmar Lira

Acabo de ser eleita deputada federal e tenho que honrar essa grande missão que o povo de Pernambuco me confiou: combater o fascismo, a retirada de direitos, a entrega do nosso patrimônio nacional e todos os retrocessos que o novo governo tem intenção de colocar em prática.

Por esta razão, hoje, não está nos meus planos começar a preparar uma candidatura municipal. Muito menos com o objetivo de exercer qualquer barganha. O povo de Pernambuco sabe que discordo do grupo que hoje governa Pernambuco e o Recife, ao qual faço oposição implacável.

Entretanto, defendo que o PT volte a buscar seu protagonismo no nosso Estado e de que tenha candidatos(as) na maioria dos municípios, fazendo jus ao partido de massas que de fato é. Principalmente aqui na capital, em que já é conhecido por haver mudado a vida das pessoas, de verdade. É injusto que se coloque como linha auxiliar de qualquer partido. Temos também a grande responsabilidade de nos colocar como opção. Até mesmo porque, em 2018, os pernambucanos e pernambucanas foram às urnas e escolheram seu candidato ao governo usando muito mais o critério de eliminação e do voto útil, do que depositando efetivamente sua esperança nas urnas.

Concordo que o PT (à revelia da vontade da maioria dos filiados pernambucanos, inclusive a minha) garantiu a vitória de Paulo Câmara. Por isso, nada mais justo que possa disputar a prefeitura do Recife. Meu nome, porém, pelas razões que elenquei no início da resposta, não está colocado. Temos diversos outros quadros no partido que devem ter essa oportunidade. Ademais defendo que, neste caso, Humberto Costa seja o candidato, já que é senador reeleito, saiu muito fortalecido eleitoralmente deste pleito e tem grande experiência de gestão.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.