Polícia encontra mais de 100 mil dólares na casa de traficante carioca preso no Paraguai

Por RJTV

Preso neste sábado (15), o traficante Carlos Eduardo Sales Cardoso tinha mais de 100 mil dólares em dinheiro, além de jóias e uma coleção de relógios em sua casa na cidade de Assunção, no Paraguai. Ele era um dos chefes do tráfico de drogas na favela de Acari, na Zona Norte do Rio.

O imóvel em um bairro de classe média alta da capital paraguaia tinha sistema de segurança, grades e cerca eletrificada. Dentro da casa, os investigadores encontraram jóias, uma coleção de relógios e 118 mil dólares em dinheiro, o equivalente a R$ 460 mil.

Os policias da 39ª DP (Pavuna) tiveram apoio da Polícia Federal e da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai pra fazer a prisão. Capilé estava com a mulher e filhos. Outros dois homens foram detidos, o sogro e um amigo.

Considerado um dos principais chefes de uma fação que atua no Rio, Capilé era procurado há pelo menos 10 anos. Há três vivia no Paraguai.

Informações de inteligência apontam que Capilé saiu de Acari, onde chefiou diretamente o tráfico de drogas, e foi para o Paraguai acompanhar de perto os contratos que faziam com que toneladas de drogas e armas chegassem à favela.

A investigação começou em 2016 e os policias começaram a operação em Assunção há cinco dias.

Capilé está sob custódia no Paraguai e deve chegar ao Brasil neste domingo (16).

Relógios, jóias e dinheiro apreendidos na casa do traficante carioca Carlos Cardoso no Paraguai — Foto: Reprodução

Relógios, jóias e dinheiro apreendidos na casa do traficante carioca Carlos Cardoso no Paraguai — Foto: Reprodução

–:–/–:–

Chefe do tráfico de Acari, no Rio, é preso em Assunção, no Paraguai

Chefe do tráfico de Acari, no Rio, é preso em Assunção, no Paraguai

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.